Bisfenol A. Você já ouviu falar?

O Bisfenol A, também denominado BPA, se trata de um componente químico orgânico que se encontra presente em embalagens plásticas e resinas.
Este químico imita alguns hormônios naturais, em especial o estrogênio um hormônio feminino, desregulando o organismo e desencadeando obesidade, puberdade precoce, câncer de mama e infertilidade principalmente nos homens. Como a utilização do plástico vem amentando a cada ano, estima-se que a população humana poderia estar potencialmente ameaçada, devido o efeito provocado no sexo masculino, que reduz o número de espermatozoide por mililitro.
Considerando estas e outros fatos correlacionados com o Bisfenol A, a ANVISA (Agência de Vigilância Sanitária) proibiu a utilização do BPA nas mamadeiras e chupetas, com o intuito de diminuir o contato deste químico com recém-nascidos.
Além desta medida preventiva da ANVISA, é necessário que a população modifique alguns hábitos do seu dia-dia. É quase impossível retirarmos o plástico da nossa rotina, pois estamos cercados por eles, mas segue algumas dicas para evitar o contato com os alimentos.

-Por se tratar de uma molécula instável, evite ao máximo expor o plástico a mudanças de temperaturas;
-Não armazenar alimentos em embalagens plásticas;
-Evitar comprar alimentos, (principalmente os que necessitam resfriar ou esquentar) embalados em plásticos;
-Descarte embalagens danificadas ou velhas;

Grávidas este composto pode causar sequelas em seu bebês, como síndrome de Down, hiperativismo, diabetes, puberdade precoce, entre outros.

  

Nenhum comentário: